//
you're reading...

Artigos

O trabalho mediúnico

Omediunidades espíritos estão sempre a serviço do ser encarnado para realizar trabalhos que possam ajudar a qualquer vida entre os encarnados. Muitas vezes eles encontram dificuldades entre os médiuns por conta de suas dúvidas, incertezas e inseguranças. Outro aspecto nessa relação é que nós, encarnados, não tratamos a mediunidade com naturalidade e usamos o padrão espírita como único modelo para nos relacionarmos com a mediunidade. É necessário que se faça um trabalho de investigação acerca da mediunidade com base nos livros de Allan Kardec. Além disso, é necessário também vivenciar a experiência mediúnica em si mesmo, tirando dúvidas, naturalmente, com relação à teoria e à prática mediúnica. Ao lado disso, ou concomitante, é também importante um trabalho de autoanálise. Conhecer-se é fundamental para que se torne um melhor intérprete do que os espíritos trazem. A frase de Descartes “Penso, logo existo” aponta para a importância do pensamento para o ser encarnado. Essa matéria do pensar é a realidade do espírito eterno, ou seja, não é possível não pensar. É nesse campo que nasce o pensamento do espírito comunicante para nos trazer informações a respeito da vida. A comunicação acontece no inconsciente, esse é um dos motivos de não se ter tanta certeza da comunicação. Assim sendo, o trabalho de reforma e de crescimento interior é talvez o mais importante ingrediente para facilitar a influência dos espíritos nos conteúdos que eles querem nos trazer.

Autor: Luciano Menezes